Contrações de treinamento e contrações efetivas: como vou saber que estou em trabalho de parto?

  Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Essa é, sem dúvida, uma das maiores dúvidas das gestantes. Muitas ficam inseguras, sem saber se conseguirão reconhecer os verdadeiros sinais do trabalho de parto. Para ajudar a acalmar um pouquinho as mulheres nesse sentido, decidimos fazer esse post explicando sobre a diferença entre esses dois tipos de contrações e formas de aliviar o desconforto no caso das contrações de treinamento.

As contrações de Braxton Hicks, também conhecidas como contrações de treinamento, são contrações de preparo para o parto, que ajudam a amolecer o colo do útero e a exercitar os músculos que serão utilizados para “empurrar” o bebê para fora. É importante frisar que elas não alteram o colo do útero.

São um sintoma comum na gravidez e podem variar em cada gestante. Normalmente são contrações indolores e curtas, durando apenas alguns segundos ou um minuto, em que a barriga ou uma parte dela fica momentaneamente muito dura. Elas podem ocorrer em toda a gravidez, mas geralmente se iniciam a partir da 28° semana e aumentam no último trimestre. Tendem a ocorrer de maneira irregular e, embora desconfortáveis, não devem incomodar muito.

De forma geral, elas acontecem como resultado específico de alguma ação como atividade física ou esforço, relação sexual, desidratação, cansaço, deslocamento do bebê dentro do útero e até mesmo o toque no abdômen.

Ao contrário das contrações do trabalho de parto, elas são irregulares, não aumentam em intensidade e param de acontecer sozinhas. Além disso, não têm uma característica específica e, embora possam ser dolorosas, não incomodam a ponto de impedir que a mulher consiga fazer suas atividades.

  Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

As contrações efetivas são aquelas que acontecem no trabalho de parto. São caracterizadas pela REGULARIDADE e ocorrem em uma PROGRESSÃO de tempo, frequência e intensidade. Ou seja, com o passar do tempo elas ficarão mais próximas, terão uma duração maior e serão mais intensas e mais dolorosas. A cada contração o colo do útero vai ficando mais fino e mais dilatado. Além disso, elas seguem um padrão previsível (a cada 6 minutos, por exemplo).

Uma outra forma de diferenciar as duas contrações é que a contração de treinamento melhora com mudanças de posição, banho morno, descanso… As mudanças de posição ou atividade não alteram as contrações do trabalho de parto.

Isso quer dizer que se a mulher perceber contrações ritmadas e progressivas deverá sair correndo para o hospital? NÃO! Geralmente as contrações têm início a cada 20 minutos, e vão evoluindo para um intervalo menor de 15 minutos e depois a cada 10 e 5 minutos. Porém, é importante entrar em contato com o profissional responsável pelo parto e informar que o trabalho de parto está começando. Essa é uma forma de acalmar a parturiente e saber qual a melhor conduta de acordo com o caso. 

  Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Porém, caso a gestante tenha contrações intensas, frequentes e ritmadas, principalmente entre as 34 e as 36 semanas de gravidez ou se estas contrações vierem acompanhadas de corrimento rosado ou vermelho é necessário entrar em contato com o profissional que a está acompanhando ou procurar uma unidade de pronto-atendimento, pois pode estar acontecendo um parto prematuro.

Manter-se informada a respeito das fases da gestação e do trabalho de parto é uma forma de acalmar a mulher e trazer mais segurança. Procure sempre profissionais capacitados e experientes no assunto para tirar dúvidas e obter mais informações; sem dúvida essa é uma forma de ter uma gravidez mais tranquila.

A Corpus conta com uma equipe de profissionais especialistas em obstetrícia para te auxiliar. Caso queira saber mais sobre o assunto, teremos o maior prazer em ajudar! Entre em contato com a nossa Central de Atendimento (61) 3041-8778, ou agende sua avaliação aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá! 👋
Como podemos te ajudar?
Powered by